28 de janeiro de 2009

Margarina pode ser mais prejudicial que a manteiga

A manteiga e margarina têm vantagens e desvantagens. Para escolher, bom mesmo é saber ler os rótulos de cada produto.

Por ser de origem animal, derivada do leite, a manteiga é rica em colesterol e gordura saturada – aquela que faz mal a saúde e aumenta o colesterol ruim. O que muita gente não sabe é que a margarina também pode ser uma grande inimiga do coração.

Por isso, um cuidado simples pode ser fundamental para preservar a sua saúde: antes de escolher a manteiga ou a margarina, é importante ficar atento ao rótulo do produto. Vale a pena perder mais tempo no supermercado e observar as informações nutricionais que estão na embalagem.




A gordura trans é considerada uma grande vilã. Se for consumida todos os dias, pode provocar sérios problemas cardíacos. A maioria das margarinas não tem gordura trans, mas ela ainda aparece em algumas marcas – e, neste caso, a manteiga acaba sendo a opção menos prejudicial.

A gordura da manteiga faz aumentar o colesterol ruim, mas a gordura trans da margarina pode fazer o colesterol bom diminuir e o colesterol ruim, subir.


Mesmo a margarina sem gordura trans deve ser consumida sem excessos: no máximo duas vezes ao dia, e bem pouquinho. O ideal é passar só uma vez no pão, usando a pontinha da faca, ensina as nutricionistas.

A exceção está na margarina com fitosterol, uma substância que ajuda a reduzir o colesterol
ruim. Mas esse tipo de margarina é bem mais caro: custa quase seis vezes mais que o tradicional.

As nutricionistas avisa: para preparar os pratos, na use nem manteiga nem margarina. Eles seguem as diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia, que recomenda quantidades adequadas de cada tipo de gordura. Se utilizarem esses produtos no cozimento, vai ocorrer um excesso desses itens na alimentação.
Postar um comentário
Copyright © 2010 Revista Virtual All rights reserved.
Wp Theme by RaphaelAlves. Blogger Template by Ph