19 de novembro de 2010

Diferença entre drive e driver?

Quem trabalha diretamente com informática todo dia fala sobre drives de CD, drivers da placa de vídeo, driver da placa-mãe… Enfim são tantos drivers e drives que acabamos nos enrolando com essas duas palavrinhas. Descubra hoje de uma vez por todas quando se deve usar a palavra driver e a palavra drive.

O driver, com R no final, faz referências àqueles softwares que o sistema operacional precisa para fazer o seu hardware funcionar. Sabe quando compramos uma placa de rede e precisamos instalar um programinha pra ela funcionar? Esse programinha é o driver da placa de rede. Abaixo temos alguns exemplos de uso:

Vou baixar o driver da placa-mãe;

Você tem o driver de som deste computador?

Não encontrei o CD que contém os drivers do chipset

Já o drive, sem o R, faz referência às unidades de armazenamento e leitura de dados, como as unidades leitoras de CD-ROM e Disquete. Abaixo temos alguns exemplos de sua utilização no cotidiano:

Meu drive de CD está quebrado;

Você poderia me emprestar seu drive de disquete?

Uma coisa tão simples mas que costumamos errar tanto, não é? Depois dessa explicaçãozinha nunca mais você vai errar e chamar um driver de placa-mãe de drive, ok?

É o driver quem controla o drive!
Postar um comentário
Copyright © 2010 Revista Virtual All rights reserved.
Wp Theme by RaphaelAlves. Blogger Template by Ph