1 de março de 2010

Photoshop completa 20 anos

Veja como começou a história do editor de imagens que virou verbo!


Voltemos ao tempo. Estamos no final dos anos 80. O start do Adobe Photoshop começou com uma necessidade simples: visualizar escalas de cinza num Apple Macintosh Plus. Thomas Knoll, o necessitado, estava escrevendo sua tese de doutorado sobre processamento de imagens digitais quando se deparou com este problema.

Em vez de esperar por uma solução, resolveu criar a solução. O êxito foi tão grande que chamou a atenção de seu irmão, John Knoll. O irmão, assim como o pai, Glenn Knoll, que despertou o interesse dos filhos para fotografias e computadores, são capítulos à parte deste conto.

John, funcionário da Industrial Light and Magic, empresa reconhecida por criar efeitos efeitos especiais para filmes e fundada por ninguém menos que George Lucas, ficou encantando com a solução que o irmão deu e logo o convenceu a desenvolver um aplicativo para editar imagens que pudesse ser comercializado.

Surge o interesse da Adobe
Como nas histórias mais comuns, Thomas passou por dificuldades neste período. Tudo parecia conspirar contra. O desenvolvimento do aplicativo o fez interromper a tese de doutorado. Sua mulher estava grávida e ele sem emprego. O programa precisava ser comercializado e ele precisava de dinheiro.

Então, Thomas deu seis meses para o irmão vender o aplicativo no Vale do Silício. Se não desse certo, iria procurar um emprego de verdade. Para a sorte dos editores de imagens, BarneyScan, uma empresa que vendia scanners, demonstrou interesse e ajudou os irmãos a distribuirem 200 cópias da versão 0.63 do editor que já estava batizado como Photoshop.

Em Setembro de 1988, a equipe da Adobe testou o aplicativo e resolveu comprar a licença de distribuição. Após 10 meses em desenvolvimento, a primeira versão do Photoshop foi lançada em Fevereiro de 1990 com exclusividade para o Macintosh. Desta forma, começa uma pequena revolução nos tratamentos de imagens digitais.



Voltando ao presente

Depois de 20 anos e mais de 15 versões lançadas, o Photoshop conquistou seu espaço de tal maneira que até virou verbo. Entretanto, o que mais chama a atenção são as mini-revoluções em cada versão do aplicativo. A primeira versão do programa já permitia a inserção de plugins.

Já na segunda versão, lançada em 1991, trouxe o utilíssimo recurso Path. A novidade e outros recursos adicionados, obrigou os usuários a migrarem para memórias de 4 MB. O recurso de camadas apareceu na versão 3.0 e o Windows ganhou uma versão mais estável do editor de imagens.

E o desfazer múltiplo? Só apareceu na quinta versão, em 1998. E apenas no CS4 é que a interface do usuário foi melhorada sensivelmente. Se você tiver interesse, leia este artigo do Wikipédia. Lá estão listados os principais recursos de cada versão do Photoshop, desde o começo. Resumidamente esta é a saga do editor de imagens que virou verbo e criou uma indústria dependente de seus recursos.

Convenhamos, não é para poucos.

Reveja algumas interfaces do Photoshop
Photoshop 1.0
Photoshop 2.0
Photoshop 3.0
Photoshop 4.0
Postar um comentário
Copyright © 2010 Revista Virtual All rights reserved.
Wp Theme by RaphaelAlves. Blogger Template by Ph