6 de maio de 2009

Redes sem fios poderão se tornar realmente sem fios

Você chega a um shopping ou aeroporto, liga seu notebook e pode imediatamente se conectar à internet. E todos chamamos isso de rede sem fios. Mas será que essa rede realmente prescinde dos fios?

Do ponto de vista de um engenheiro de telecomunicações, a resposta é não. O problema é que é necessário um cabo para que o sinal possa chegar até o roteador. Apenas a partir dele é que a conexão fica disponível "sem fios", mas apenas dentro de uma área restrita.

Nós intercomunicantes

Isso acontece porque é caro e tecnologicamente difícil criar redes realmente sem fios em grandes áreas, para cobrir uma cidade inteira, por exemplo.

Mas esses problemas agora poderão ser resolvidos graças ao trabalho da equipe do professor Andreas Kassler, da Universidade de Karlstad, na Suécia. A pesquisa contou com a participação do brasileiro Marcel Cavalcanti de Castro, cientista da computação formado pela Universidade Federal de Goiás.

A ideia é que os nós da rede - os pontos de acesso - comuniquem-se entre si, trocando dados diretamente, em vez de cada um deles ter uma conexão a cabo com a internet.

Múltiplas placas de rede

Hoje essa tecnologia tem um empecilho grave: a capacidade de transmissão de dados da rede cai rapidamente à medida que são acrescentados novos nós, porque cada um deles gasta tempo e largura de banda comunicando-se com os demais.

O Dr. Kassler resolveu o problema equipando cada um dos nós da rede com várias placas de rede e fazendo-as trocar dados em várias frequências diferentes simultaneamente. Os ganhos são exponenciais, garantindo que a capacidade de transmissão de dados da rede não sofrerá nenhuma degradação.

Testes com VoIP

A pesquisa chamou a atenção das operadoras e empresas de telefonia porque o sistema é muito mais barato de ser instalado do que a colocação de cabos até cada um dos pontos de acesso à internet que se deseja implantar.

A tecnologia será testada pela Deutsche Telekom durante um ano. Inicialmente os testes incluirão os laboratórios da empresa e a Universidade de Karlstad. A seguir, a avaliação será levada para um ambiente urbano real de Berlim. Os testes serão focados na telefonia por IP.
Postar um comentário
Copyright © 2010 Revista Virtual All rights reserved.
Wp Theme by RaphaelAlves. Blogger Template by Ph